Principais unidades do relevo do Brasil

Picture
Mapa de Aziz AB `Sabér
      O território brasileiro pode ser dividido em grandes unidades e classificado a partir de diversos critérios. Uma das primeiras classificações do relevo brasileiro, identificou oito unidades e foi elaborada na década de 1940 pelo geógrafo Aroldo de Azevedo. No ano de 1958, essa classificação tradicional foi substituída pela tipologia do geógrafo Aziz Ab´Sáber, que acrescentou duas novas unidades de relevo.
      O relevo do Brasil tem formação muito antiga e resulta principalmente de atividades internas do planeta Terra e de vários ciclos climáticos. A erosão, por exemplo, foi provocada pela mudança constante de climas úmido, quente, semi-árido e árido.

O relevo brasileiro apresenta-se em :

Planaltos – Superfícies com elevação e aplainadas , marcadas por escarpas onde o processo de desgaste é superior ao de acúmulo de sedimentos.

Planícies – Superfícies relativamente planas , onde o processo de deposição de sedimentos é superior ao de desgaste.
Depressão Absoluta - Região que fica abaixo do nível do mar.
                                   
Depressão Relativa – Fica acima do nível do mar . A periférica paulista, por exemplo, é uma depressão relativa.                         Montanhas – Elevações naturais do relevo, podendo ter várias origens , como falhas ou dobras.